80 ANOS | Elvis vive um pouquinho dentro de cada um.

Durante boa parte da minha infância, fui cercado por artistas e obras antigas de qualidade. Depois que eu conheci o Elvis, eu passei a ver as coisas de modo um pouco diferente. Tudo que me era apresentado, a partir de então, eu via uma porção do cantor, mesmo sendo pequena, mas notava sua presença. A maneira como ele influenciou uma cadeia de gerações é surpreendente, e por fim, só me inspira cada vez mais na busca de realizar grandes feitos.
ElvisAaron-Presley, nascido no dia 8 de janeiro de 1935, na cidade de East Tupelo, no estado americano do Mississippi, teria completado 80 anos ontem, se ainda estivesse vivo. Um dos dois filhos gêmeos (seu irmão nasceu morto) do casal Vernon Elvis Presley e Gladys Love Smith Presley, Elvis nasceu em uma época de conflitos raciais e seu estado era considerado o centro das divergências entre brancos e negros. Em 1936, um furacão devasta a cidade, assim pessoas de todas as raças se unem para reconstruir a região e desencadear um espírito de harmonia entre eles.
 
Desde os 10 anos, Elvis frequentava cultos de igrejas, o que influenciou sua formação musical. O sucesso musical começa com That’’s All Right, Mama, em 1954. A música encantou o dono da Sun Records assim que foi ouvida no estúdio e se tornou um hit em todas as rádios da cidade de Memphis, no estado do Tennessee. Pouco tempo depois, I Forgot To Remember To Forget alcança o topo das paradas e, em 1956, não tinha mais como negar: Elvis se tornou um fenômeno. 

Não demorou para que ele começasse a carreira no cinema. Elvis atuou em 33 filmes, contando com títulos marcantes como Ama-me Com Ternura (1956), Feitiço Havaiano (1961) e Jailhouse Rock (1957), sendo o último, o grande clássico da carreira do Rei do Rock e do próprio Rock N’ Roll no cinema.
 
Em 1958, o cantor foi convocado pelo Exército dos Estados Unidos. Na época, a convocação era obrigatória e só foi abolida depois da Guerra do Vietnã. Sua mãe, morreu um dia depois da volta do cantor para casa (dá pra acreditar ?). Elvis começa sua trajetória de recruta em uma base no Texas e, depois, segue para a Alemanha, onde os Estados Unidos mantinham grande contingente ainda como consequência da Segunda Guerra Mundial e da ocupação do país pelos Aliados. Em 1969, após oito anos longe dos palcos, ele ressurge de forma triunfal, atingindo o ápice da sua carreira, com mais de mil shows realizados. Para o desespero das mulheres da época, ele se casa com Priscilla Presley e tem uma filha, Lisa. O casamento chega ao fim em 1972. Ele ainda se casa pela segunda vez com a então Miss Tennessee, Linda Thompson. O matrimônio também não deu e certo e acabou em 1976.

{Esse é um dos meus vídeos favoritos do Elvis. Nele consegue-se enxergar claramente sua aclamação por parte do povo, sem falar que ele aí exerce descaradamente seu charme, levando qualquer um a loucura} 


A trajetória da estrela, infelizmente, chega ao fim com sua morte em 16 de agosto de 1977. Cada vez mais distante da imagem que um dia construiu, ele sucumbe às drogas. Mas o nome de Elvis, no entanto, continua crescendo com o passar dos anos e sua marca na história da música jamais será esquecida. Ele é o artista solo com o maior número de discos vendidos,com mais de 1 bilhão de cópias no mundo todo.

 

Bob Dylan diz que quando ouviu a voz do rei do rock pela primeira vez na vida,sabia que não ia mais receber ordens de ninguém. Nada de chefes. “Ouvir Elvis é como escapar da prisão. Eu agradeço a Deus todos os dias por Elvis Presley ter existido”, afirmou. John Lennon revelou, certa vez, que a história da música poderia ser dividida em dois tempos: antes e depois de Elvis Presley. “Não existia nada antes dele. Elvis era a nossa maior referência. Nada me influenciou tanto.” Jim Morrison não economizou nas palavras para reverenciar o músico. “Elvis será sempre o melhor e mais original. Ele abriu espaço para todos que viriam depois dele. Um gênio.”

 

 
 
 
 
Aqui , Elvis conta várias piadas e brinca bastante com seu público. No final ele ainda sai beijando algumas garotas que estavam na platéia!  Bem galã né ?!
 


O cantor pode já ter partido,mas as suas costeletas no cabelo já estão eternizadas. O seu jeito de dançar, mexendo os quadris de um lado para o outro também. Mesmo 37 anos após sua morte, a alma do ator permanece intacta e continua inspirando qualquer um que se disponha a conhecer sua história. O garoto humilde da cidade de East Tupelo, nunca imaginaria que milhares de pessoas ao redor do mundo, o imitariam e se inspirariam no grande astro que ele foi. Vivo ou morto, não podemos mudar o fato de que ele ainda está nesse mundo. Ele vive um pouquinho dentro de cada um de nós.

6 comentários em “80 ANOS | Elvis vive um pouquinho dentro de cada um.

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: