Minha lista de leitura para às férias

Oi meu povo! Como a maioria da sociedade está e férias, também me foi dado tal privilégio. Já comecei a aproveitar os caprichos dessa bela temporada de verão.

Comecei a colocar minha lista de leitura em dia, e confesso que ela estava estagnada por um bom tempo. Preciso atualizar meus conhecimentos sim, afinal um jornalista precisa ficar bem informado, né? Mas por agora, decidi me envolver somente com fantasias e coisas pra relaxar a cabeça. Estou com alguns livros rolando aqui em casa já por falta de uma boa administração do tempo e é agora que eles vão finalmente lidos. Separei 8, dá uma olhada:

IMG_0063.JPG

1| ENDERS

de Lissa Price

Ele é continuação de um livro marav que eu li quando era mais novo chamado “Starters”, que conta a história de Callie em um mundo apocalíptico onde o controle de mentes e corpos é realidade. “Depois que a Prime Destinations foi demolida, Callie pensou que teria paz para viver ao lado do irmão, Tyler, e do amigo, Michael. O banco de corpos foi destruído para sempre, e Callie nunca mais terá de alugar-se para os abomináveis Enders. Agora, Callie procura uma maneira de remover o chip – isso pode custar sua vida, mas vai silenciar a voz que fala em sua mente”.

2| TODA LUZ QUE NÃO PODEMOS VER 

de Anthony Doeer

“Com incrível habilidade para combinar lirismo e uma observação atenta dos horrores da guerra, o premiado autor Anthony Doerr constrói, em Toda luz que não podemos ver, um tocante romance sobre o que há além do mundo visível”. O livro conta a história de Marie-Laure, Werner, e como ambos enfrentaram os tempos de caos durante a Segunda Guerra Mudial.

3| METAMORFOSE

de Franz Kafka

“A Metamorfose é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante – o famoso Gregor Samsa – transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana – tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal”.

IMG_0067.JPG

4| OS DELÍRIOS DE CONSUMO DE BECKY BLOOM

de Sophie Kinsella

“Rebecca Bloom é uma garota londrina com um péssimo hábito. É uma consumidora compulsiva. Apesar de ser uma jornalista especializada em mercado financeiro, não consegue controlar as próprias finanças. Endividada até a alma, vive fugindo do seu gerente de banco e procurando fórmulas mirabolantes para pagar a fatura do cartão de crédito. E ainda encontra tempo para se apaixonar. Um romance muito divertido que faz um retrato de quase todas as mulheres que conhecemos”.

5| AS AVENTURAS DE ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS & ATRAVÉS DO ESPELHO E O QUE ALICE ENCONTROU POR LÁ

de Lewis Carrol

IMG_0065.JPG

6| JURASSIC PARK

de Michael Crichton

Uma impressionante técnica de recuperação e clonagem de DNA de seres pré-históricos foi descoberta. Finalmente, uma das maiores fantasias da mente humana, algo que parecia impossível, tornou-se realidade. Agora, criaturas extintas há eras podem ser vistas de perto, para o fascínio e o encantamento do público. Até que algo sai do controle. Em Jurassic Park, escrito em 1990 por Michael Crichton, questões de bioética e a teoria do caos funcionam como pano de fundo para uma trama de aventura e luta pela sobrevivência. O livro inspirou o filme homônimo de 1993, dirigido por Steven Spielberg, uma das maiores bilheterias do cinema de todos os tempos.

7| O  PRÍNCIPE

de Maquiavel

“Sob a atmosfera inquieta da Renascença e domina¬do pela ideia da unidade italiana, Maquiavel escreve “O príncipe”. Nele tenta definir o poder, as formas de governo, as virtudes do soberano e uma nova ética do fazer político. O texto reflete as condições da época, o combate às tradições medievais e é notável a abordagem livre de fatos históricos. Maquiavel deixou como legado, sobretudo com este escrito, uma contribuição essencial para a ciência política”.

8| COMO FICAR SOZINHO

de Sara Maitland

“Você quer ficar sozinho?
Nossa sociedade de ritmo acelerado não aprova a solidão. Estar sozinho é, muitas vezes, algo incompreendido. Por que isso acontece em um momento em que autonomia, liberdade pessoal e individualismo são mais valorizados do que nunca?
Sara Maitland responde a essa pergunta explorando algumas mudanças de atitude ao longo da história. Apresentando experiências e estratégias para dissipar o medo da solidão, ela nos ajuda a praticá-la sem ansiedade e nos encoraja a enxergar os benefícios de passarmos algum tempo apenas com nós mesmos.
Ao nos permitirmos a experiência de estar sozinho, conseguimos ter inspiração para encontrar nossas próprias recompensas e finalmente levar uma vida mais enriquecedora e gratificante”.

Aproveita você também pra colocar sua leitura em dia e me conta depois qual livro que você anda lendo! Espero que tenham gostado!

beijo beijo.

assinatura guilherme lopes

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: