Tudo que eu preciso

Com o tempo descobri muitas coisas. Uma delas foi que não preciso de você., dele ou dela. Aham, é isso mesmo. Não se ofenda, mas uma ligação com outro ser humano nunca deve ultrapassar o valor prevalecido entre você e bem…, você mesmo.  Aprendi que tudo que eu tenho são os meus próprios pés, metaforicamente. Meus sentimentos, meus desejos, meus medos, meus sonhos, meus atos. Tudo o que eu tenho.

Eu já perdi a fé e me contentei com tudo imerso no menos, mais com a expectativa absorvida no mais. Tudo sem hesito, em vão. Burrice. E então eu tive fé novamente, e entendi que eu sou a minha própria fonte da juventude. Minha base e meu refúgio. Meu relexo precisava transparecer quem eu realmente Sou.  Tudo que eu queria.

No meio de uma jornada incansável de viver uma lenda, à ponto de se tornar uma, estará tudo bem se eu disser que está tudo bem. Após murros, entendi que cheguei nesse planeta sozinho e vou sair dele do mesmo modo. Passo a passo, vou conseguir o que eu quero. Sem mais desperdícios e sem mais dores insignificantes. Somente fé e amor. Tudo que eu preciso.

Gui Assinatura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: