O melhor que eu posso fazer

As vezes me pego em uma encruzadilha. Estou entre aquilo que quero e aquilo que preciso. Minhas vontades espirituais tentam não sucumbir as carnais e chegamos ao ponto que quase não se dá para voltar mais. Arrisquei tudo que tinha e abracei a escuridão, deixando-a me envolver em seus tentáculos misticulosos, deixando exposto tudo aquilo que eu tinha de mais frágil. Aí está minha , sua e nossa surpresa. Por incrivel que pareça eu não quebrei, e sim revitalizei.

Foi preciso estar alinhado com o medo e o prazer de perder aquilo que tinha, pra enfim começar a buscar por aquilo que ainda não tenho. O vigor restaurado e a sensação de renovação deixam tudo mais claro, me fazendo enxergar saídas e entradas jamais procurdas. Cada célula em mim sonha com algo novo, um objetivo que talvez seja novidade, mas por incirvel que pareça, alcaça qualquer extremidade.

Com a névoa períodica mandada embora, o caimnho entre a supernova e eu está cada vez mais perto. Novamente e eternamente depende do que eu quero e do que preciso. Posso deixar escapar o sentimento que desconheço, ou posso me prender à ele e esperar pelo melhor, o melhor que eu posso fazer.

Gui Assinatura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: