O Incrível dicionário que nomeia as emoções que você não consegue explicar

Sabe aquele negócio dentro de você, que parece que as vezes vai te consumir e você não vai conseguir falar o que? Então, parece que agora teremos um nome para isso. “Não sei o que dizer, só sentir”, agora faz mas sentindo do que nunca. O artista John Koeing criou um dicionário que promete entender e traduzir muita coisa sobre você.A incrível proposta de tentar facilitar o entendimento sobre nós mesmos se chama o “Dicionário das Tristezas Obscuras”, e acabou resultando em um site e um canal no youtube. Se liga em 10 emoções que até então você (nem eu) sabia como chamar:

1. Adronitis

Frustrar-se com a quantidade de tempo necessário para se conhecer bem alguém.

2. Waldosia

Olhar para todos os rostos em uma multidão, procurando uma pessoa específica que não teria motivo algum para estar aí.

3. Jouska

Uma conversa hipotética que você repete compulsivamente na sua cabeça.

4. Exulansis

A tendência de desistir de tentar falar sobre uma determinada experiência porque as pessoas são incapazes de se relacionar com ela.

5. Énouement

A sensação agridoce de ter chegado no futuro, visto como tudo aconteceu, mas não ser capaz de contar para o seu ‘eu’ do passado.

6. Ecstatic Shock

A onda de energia que surge ao olhar de relance para alguém que você gosta.

7. Anthrodynia

Um estado de exaustão ao perceber o quão horríveis as pessoas podem ser umas com as outras.

8. Anemoia

Nostalgia de um tempo no qual você nunca viveu.

9. Anecdoche

Uma conversa em que todo mundo está falando mas ninguém está ouvindo.

10. Anchorage

O desejo de segurar o tempo enquanto ele passa, como tentar se segurar em uma pedra no meio de um rio com muita correnteza.

*BÔNUS: 11. Ambedo

Um tipo de transe melancólico no qual você se torna completamente absorto por pequenos detalhes sensoriais – pingos de chuva escorrendo pela janela, árvores altas se dobrando lentamente com o vento, espirais de creme se formando no café – o que, por fim, leva a uma avassaladora constatação da fragilidade da vida.

Você já sentiu algo parecido com algumas das coisas acima? Conta pra gente! Xo.

Gui Assinatura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: