Quem é Stav Strashko? Você precisa conhecer

Parece que não sou o único por aí cansado de rotular a si próprio. Achei meu par perfeito e o nome dele é Stav Strashko haha. A modelo ucraniana tem ganhado bastante destaque no meio de assuntos como transexualidade e androginia na moda, e tudo isso pelo fato de seus traços possuírem padrões tanto femininos quanto masculinos.

Começando por aí, o mais importante de tudo é que Stav não espera que seu gênero seja o fator principal de sua carreira e muito menos sua vida. Sendo radicada em Israel, assim que teve o spotlight voltado para sua beleza em uma campanha “incomum” da Toyota (que era acostumada em apostar suas fichas em bombshells), logo a mídia e todos começaram a chama-lá de andrógina e forçar sua entrada dentro da caixa chamada “definições”.

O interessante de Stav não a condição que a sociedade a introduziu e sim a maneira como ela se comportar em relação ao fato. É visível que seus traços possuem características femininas e masculinas, mas isso não chega nem perto de definir quem ela é. “Eu realmente não gosto de me definir porque acho que meu gênero não deveria ser relevante quando se fala do que eu tenho a oferecer como pessoa”, disse em entrevista para revista Elle.Strav-Strashko

Reacendo as imagens de uma moda controversa, a polêmica que isso causa não chega perto do transtorno que um ser humano passa ao enfrentar crises pessoais sobre o assunto. Stav luta em busca de uma sociedade que realmente aceite o “indefinível”, o não padrão, o oposto, o  efêmero e o divergente.stav

“Eu espero viver em uma sociedade em que esse assunto não precise ser um problema e que ninguém tenha que esperar que você se enquadre em normas predefinidas. O ser humano é muito mais complexo que isso”, disse Stav em entrevista para Elle.

I'm in love😍 @diesel @daveysutton @nicolaformichetti @trevorsiggs shot by @santiagoandmauricio

A post shared by Stav Strashko (@stavstrashko) on

Stav se considera menina, apesar de ter nascido menino e tudo isso por causa de uma sociedade que pena de forma matemática, onde você usa roupa “feminina” e usa maquiagem e se vê obrigado a ser dizer “mulher”.stav-04

Stav reforça o pensamento que moda pode sim ser uma forma de ativismo e que depende de como você enxerga as coisas. “Sim, com certeza podemos usar a moda como um instrumento que amplia nosso discurso. Contudo, não é o suficiente para uma transformação real. Isso só viria com uma educação melhor”, completa ainda para Elle.43c803ce6a1b43faa1969c638b137bcf

Aos 23 anos, Stav já trabalhou com nomes como Diesel, DKN e Vivienne Westwood e claramente se junta ao time onde Lea T e Andreja Pejic fizeram história e abriram caminho para modelos na mesma situação de influência e representatividade sobre o assunto.16298-2105-74176-12396-fullsize

Por fim, Stav também contou a revista Elle que já sabe o que quer para seu futuro distante. “A longo prazo, eu definitivamente me vejo estabelecida em um lugar bonito e pacífico, tendo uma família e criando meus filhos”.

E aí, o que acharam de Stav?

Xo

Gui Assinatura

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: