BEGIN AGAIN

Oi (tímido).

Sei que o motivo de muitos vocês terem chegado aqui foi a curiosidade em busca de ver se eu tinha audácia ou não de continuar neste caminho. Passei por grandes e pequenos, momentos, conquistei coisas sozinho e dividi momentos com gente da minha gente. Em todo tempo, eu cresci.

Essa nova fase do DVB representa a verdade em torno do que eu realmente sou e quero ser. Motiva quem precisa de um empurrão e distancia aquela que merece ser feliz, de todo o seu medo que impede qualquer atitude de coragem. Prometo ser fiel à nada além de mim mesmo.

Por 1 ano e 3 meses compartilhei este espaço com duas grandes amigas minhas, mas o momento de cada uma andar com suas próprias pernas bateu na porta e foi uma vez só. Obrigado por tudo que fizeram por mim meninas, amo eternamente vocês.  Também tive muita ajuda pra chegar aqui, seja em trabalhos, conselhos e dicas de quem sempre quis e quer meu bem. Por isso, obrigado. Obrigado à você também que me acompanha durante todo esse meu tempo de transição e têm paciência comigo toda vez que meu corpo precisa de mudança.

Cada linha aqui me representa, seja as cores, os brilhos ou a proporção da letra. A melhor parte de mim te cumprimenta todas às vezes que você acessa esse site e eu me sinto bem com isso. Sem medo ou vergonha. Quero ser quem eu devo ser. Convido à você buscar comigo, o que tem te prendido e juntos salvar este planeta.

Luz,

Xoxo

Abro os olhos. Estou entre aquilo que quero e aquilo que preciso. Minhas vontades espirituais tentam não sucumbir às carnais e chego ao ponto de que quase não consigo retornar. Arrisco tudo que tinha e abraço a escuridão, deixo-a me envolver em suas sombras meticulosas, onde mantenho exposto tudo aquilo que eu tenho de mais frágil. Aí está minha, sua e nossa surpresa. Eu não quebrei. Da obscuridade fiz um irmão, e do vazio me levantei do chão. Abracei o blecaute da minha alma e da verdade, renasci.

Foi preciso alinhar medo e prazer para enfim começar a buscar por aquilo que ainda não tenho. Com temor, me sinto restaurado e com a sensação de aperfeiçoamento, vi tudo mais claro, enxergando saídas e entradas que jamais seriam procuradas. Cada célula em mim sonha com algo novo, um objetivo que talvez ainda não seja puro, mas que faz questão de alcançar qualquer extremidade do meu corpo.

Mandei aquela névoa embora, mais ainda preciso caminhar muito até minha supernova. Novamente depende do que eu quero e do que preciso. Posso deixar escapar o sentimento que desconheço, ou posso me prender à ele e esperar pelo melhor, o melhor que eu posso fazer.

Xoxo,

Gui

Quando o cosmos interefere

De Júpiter para Marte.

Ele costumava me lembrar de tudo aquilo que eu recusa sonhar.

Acordo confuso, sem diferençar o real do desejo. Confuso permaneço ainda não sabendo por onde decifrar meu próprio tropeço, e deixo pra lá. Respondendo os costumes desta vida onde me sinto preso, continuo minhas ações, que sem perceber, voltam estreitamente para você. E ainda por burrice, me pergunto o “Por que?”. Hoje o gatilho foi puxado e o alvo novamente acertado.

Sem resultado concreto nas pesquisas, desisto da razão e começo acreditando na possível intervenção do cosmos. Até que ponto ele aceitaria meus erros e desvios, sem se pronunciar? Parece que não por muito tempo. Você é tão quente, que faz enxergar embaçado qualquer chance de um futuro distante. Uma noite sem dormir, uma memória apaga e um eclipse mental me levaram até você novamente, o novo velho caminho.

Me importa mesmo é ouvir o som do meu coração batendo, sentir o planeta girando e a nossa antiga música tocando. O espaço tomou conta da minha confiança e o infinito se tornou meu novo amigo, florescendo dentro de mim uma psique chamada universo. Se eu acredito de novo? Isso eu ainda não consigo te responder, mas uma coisa é certa: eu quero estar certo desta vez.

Com carinho,

Júpiter.

A garota que amou fácil demais

 Me sinto como se fosse imortal, onde nada mais machuca minha pele mais. Brincando de ser donos das nossas próprias escolhas, esquecemos dos frutos que iremos colher. Nada que eu fiz foi pensando em mim e talvez seja por isso que estou perdida. Se eu pudesse fazer um acordo com Deus, eu pediria para ele me tirar dessa infinita estrada de feridas, onde nada cura e tudo tem um preço muito mais alto do que eu posso pagar.

Você pode rir da garota que amou fácil demais, mas tudo que eu fiz foi estar ao seu lado e tomar suas dores como minhas. “Sempre e para sempre”, não era isso que dizíamos? Tudo o que eu escuto agora é um eco em minha cabeça, me dizendo que eu não sei quem eu sou. Você me usou como escudo e isso que machuca mais.

Caindo do céu, me sinto pressa na terra, sem saber quando eu realmente vou quebrar, sem saber se algum dia eu vou sair daqui. Eu estou pronta para te deixar, mas eu acho que isso é algo que você nunca vai saber. Mesmo quando eu desisto de amar, tudo o que eu mais quero é ser amada. Meu coração quebrado não quer sarar e se recusa em sair do campo de batalha. Não vou desapontá-lo, preciso encontrar a genuína razão para manter ele batendo.

Quero ser humana novamente, ter o primeiro beijo outra vez e esperar você no topo da escada logo após passar meu batom vermelho favorito. Todas essas coisas cortam meu corpo sem cessar e tudo o que eu desejo é não ter mais medo de lutar. Só assim, talvez em algum dia chuvoso eu mereça viver o que chamam de verdadeiro amor.

Faz parte sentir saudade?

Depois de todos os tropeços que eu tive de levantar, tendo de fugir de tudo aquilo que hoje me faz chorar.. Hoje eu tenho saudade de você.

Me pego sem saber o que fazer, sem entender o porquê, da existência do dia em que fui inventar de me apegar à você.

Enquanto durmo, continuo buscando o que talvez eu não tenha capacidade o suficiente para entender,

Que todas às vezes que eu procurava, acabava me achando em você.

Faz parte sentir saudade? Essa única certeza que eu posso dar a você: isso eu nunca sei responder.

Xo

Os tons entre mim e você

Eu achei que finalmente tinha esquecido você… Que você fosse fácil de apagar. Eu estava feliz comigo mesmo e confortável com os sentimentos que corriam em minhas veias, depois das mil e umas tentativas de ter superado você. Eu estava sóbrio até começar a digitar essas palavras aqui, sem saber a que fins me levariam. Eu estava em paz até perceber que todas as vezes que me refiro à você, tudo em minha volta se torna passado, transformando você em meu presente.

Eu preciso ouvir de novo, três palavras e eu sou seu. Não precisamos ser algo. Já passamos por isso.Seria muito mais fácil mentir e dizer que não penso em você, que ainda me sinto inseguro de estarmos no mesmo ambiente ou que ainda espero que a última ligação do dia seja a sua.  É algo que você faz… Talvez me enfeitiçasse. Talvez não! Tenho certeza! Não poderia eu me libertar de tal encanto, poderia?

Decifrar você me traz de volta aos vários tons que encontramos no céu naquela tarde de dezembro. Primeiro o azul bebê, que era tão sutil quanto o jeito que você sorria quando olhava para mim. O rosa alaranjado me dizia o que eu já sentia: não me importaria do quanto eu me esforçasse para interpretar você, eu sempre continuaria tentando. Por último, o azul negro veio e roubou nossos últimos momentos juntos, deixando claro o caminho que estaríamos fadados a seguir.

Você costumava me chamar de antídoto, enquanto eu entendia que você era o meu veneno. Eu te amo na primeira vez e eu te amo na última vez. Não me importo em ser vulnerável. Nada que eu possa amar me tornará fraco. Depende de você. Eu estou ok em sermos nada, porque mesmo isso é algo.

Existe uma conexão que eu não consigo explicar

Igual. Foi assim que eu me senti quando nossos olhos se encontraram, naquele final de tarde confuso. Eu com os meus problemas e você com os seus. Mundos distantes e atmosferas divergentes, que por um só instante colidiram. A alma transbordada de emoções desconhecidas e a sensação de continuidade me fizeram acreditar que tivemos um novo velho encontro, o nosso momento.

 Você já sentiu que pode estar conectado com alguém ou sou só eu o louco por aqui? Seria coisa da minha cabeça? Mas naquele momento entendi que a minha dor pode ser a sua dor e a sua paixão pode ser a minha paixão. Ter a emancipação entre o corpo e a mente é liberdade de poucos seres que passaram por aqui, e no fim são capazes de começar a entender o grande enigma de nossa terra.

Somos todos parte de uma constituição maior do que a matéria ou a física podem explicar, isso é fato que não entendemos através da ciência, mas sentimentos no bater no peito. Não é como se eu tivesse escolha… É culpa do universo, prefiro achar.

E aqui sigo eu, continuando em busca do que me faz sentir grande e completo, quando na verdade talvez já carregue a resposta dentro de mim mesmo.

Esse sou eu e esse é você. Duas estruturas distintas vivendo o que talvez um dia deveria ser proporcionado a um só espírito. Você segue sua vida e eu sigo a minha, na esperança que talvez um dia alguém rebobine esse momento e ache a saída dessa angústia. A nossa angústia.

Ei, você!

Eu sei que você não costuma me escutar, mas tenho algo a dizer. Hoje percebo que não tenho tanta relevância na sua vida, como aquela paixão que você reluta em esconder ou aquela melhor amiga que já foi mais presente, mas se foi o tempo de ficar calado.  Vejo todos os dias, mesmo que daqui de longe, você destruir um pouco do que ainda resta da sua fragmentada noção entre o que faz ou não bem pra vocês. Assistir enquanto junta seus recortes e aponta na direção errada novamente tem me desgastado, percebendo que no fim não posso fugir de olhar em seus olhos todos os dias e ver o que você verdadeiramente poderia ter sido. Eu queria que você estivesse no meu lugar, onde daqui não posso fazer nada, a não ser observar.  Não desvie o olhar, e me encare. Eu sou você, ou melhor, quem costumava ser. Olhe no espelho e me diga… Quem está lá dentro? O seu exterior não é mais válido enquanto seu interior for triste. E assim vai, todo dia a mesma coisa: “Espelho, espelho meu.. Existe alguém mais confuso do que eu?

O que você quer de mim?

Você provavelmente não sabe, mas cada ferida aberta enquanto observo daqui tudo o que tem passado, valeria à pena, se você fosse meu. Toda dor que você sente e todo o amor que eu poderia te dar se tornam incansáveis idéias remotas em minha mente, que fortes como um trovão, prometeram em segredo nunca me deixar em paz.

Por causa de você, eu descobri que eu poderia me entregar a alguém, novamente. Perdi meu medo de andar na calçada sem proteção e de dar mão sem qualquer hesitação. Meu coração estava descalço enquanto você agia como se pisasse em ovos. Essa foi a minha primeira lição.

Eu tentei te socorrer do que talvez você não estivesse pronto para ser salvo. Culpa minha … Talvez. “Sempre a frente do seu tempo”… é o que diziam. Agir como se não houvesse amanhã era algo que nós dois entendiamos bem. Sempre tão firme e inquebrável, como se nada pudesse dar errado… Enquanto eu mal aguentava conter meus pedaços. Acontece que o meu porto seguro se mostrou instável e eu descobri que o errado aqui não era eu.

Eu quero que você saiba que não importa o quanto tempo isso leve, eu sei que você não veio aqui para me machucar. Mas eu preciso saber… O que você quer de mim? Três palavras, apenas três. É tudo o que preciso.  Você diz que é bom com atitudes, enquanto tudo o que eu preciso agora é de um gesto seu.

O que é impossível?

Já achou a resposta? Eu não sei muito bem o que é ou não possível dentro da sua concepção de fatos, mas uma das minhas tarefas na excursão da vida, é de fazer você acreditar em pelo menos alguma coisa. Continue lendo “O que é impossível?”

Cada dia um aprendizado: o próximo é você quem faz

Um dia desses li um texto na internet que possa ajudar você. Me ajudou. Lê ele também! Continue lendo “Cada dia um aprendizado: o próximo é você quem faz”

O amor não precisa doer

Depois de muito tempo buscando saídas e milagres, você olha em volta e se vê preso em um relacionamento que é tudo, menos certo. A indecisão de abandonar e a sensação de “ter fracassado” não saem da sua mente, e você suga a última faísca de esperança em fazer dar certo… mas aí, ela se apaga. Continue lendo “O amor não precisa doer”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: